Luana Ferreira
Diabetes tipo: 1
orlândia-sp
A diabetes na minha vida:
Descobri o meu diagnóstico pelo endocrinologista em fevereiro deste ano com 492 MG/DL.Foi um momento de não aceitação e muita irritabilidade.Era uma chatice sem fim meus dias.Eu tinha também um sentimento de culpa,e então foi onde comecei a me informar sobre o diabetes do tipo 1,de onde ele vem e como acontece.Dessa forma comecei a entender que eu não era culpada,e nem a minha família.E foi depois de passar por uma fase bem complicada da vida de um diabético,fiquei internada com uma hipo de 19 MG/DL, e a outra de hiper cpm 691 MG/DL . E foi depois desses epsódios resolvi que queria viver a minha vida da melhor maneira possivel.Confesso que 8 picadinhad diárias no dedo e mais 6 aplicaões de insulina por dia não são a coisa mais divertida do mundo...Mas pra descontrair chamo meus dedos de heróis...Rsrs Hoje tento estar mais satisfeita comigo mesma,tentando me sentir menaas frustrada..É claro que nem tudo são rosas.Ainda passo por várias provações e dificuldades... Mas é sempre bom saber que não estou sozinha,que tenho o apoio e o carinho do meu marido e meus pais,que sempre me dão uns puxões de orelha! E com o passar do dia descubro que eu não sou a primeira e nem a última diabética que passa e sente as mesmas coisas que eu.Minha ficha só caiu talvez pela minha própria natureza de não achar que as coisas são realmentte do tamanho que nos apresentam... Percebi que viver com diabetes deve ser uma doçura só!!Porque aafinal é isso que nós diabèticos somos: Pessoas com doçura de spbra! E não se esqueçam mantenha-se informados,informe quem está ao seu lado e tenha uma convivência saudàvel com a nossa grande e melhor amiga DIABETES :)