Matheus
Diabetes tipo: 1
Sbo/SP
A diabetes na minha vida:
Começou aos 18, na época de faculdade, na qual você sai de casa e vai começar a trabalhar pelo seu futuro e vai construindo uma nova mentalidade. Foi um momento muito difícil pra mim, os sintomas, a sensação do cansaço e fraqueza com a qual sofri internado por semana e quase fui em coma, e logo após sair do hospital a ficha ainda não tinha caído, lembro-me de só querer voltar pra universidade, pros meus amigos e seguir a vida normal, mas a doença alterou essa realidade, infelizmente pra pior, por mais que tenhamos que ver o lado bom das coisas, onde há lado bom para um doença? Após 1 ano e meio já, ainda sinto vontade de muitas coisas , pois é nessa fase da vida que você exagera na bebida, nas festas, nas viagens sem se preocupar com nada, e como a diabetes é dia-a-dia há muitas coisas das quais ficamos reféns, e logo passamos por raiva e depressão por "não poder fazer tudo que queremos sem se preocupar". De qualquer forma temos que aprender a viver com isso, já que é pro resto da vida, então é seguir em frente, fazer tudo o que desejar sem abusar, pois apesar da doença, só se vive uma vez, então não passe vontade, mas também siga um boa dieta, faça exercícios, vá regularmente ao médico, e assim você não ficará pensando todos os dias o "por que justo eu?", mas passe a pensar que você precisou de uma ajuda para amadurecer, crescer e demonstrar força e coragem para si mesmo, um "fardo" que só você conseguiria carregar pro resto da vida.