Antes das pessoas desenvolverem o diabetes tipo 2, quase sempre têm “pré-diabetes”, onde os níveis de glicose no sangue se encontram mais altos que o normal, mas ainda não alto o suficiente para serem diagnosticados como diabetes. Há milhões de pessoas no Brasil e no mundo que têm pré-diabetes. Uma pesquisa recente mostrou que alguns danos a longo prazo para o corpo, especialmente ao sistema cardíaco e circulatório, podem já estar ocorrendo durante o pré-diabetes.

 

Como saber se você tem diabetes ou pré-diabetes?

Enquanto a diabetes e pré-diabetes ocorrem em pessoas de todas as idades e raças, alguns grupos têm um maior risco de desenvolver a doença do que outros. Diabetes é mais comum em indivíduos da raça negra, latinos em geral, asiáticos, bem como na população idosa. Isso significa que estes também estão em risco aumentado de desenvolver pré-diabetes.

Existem três diferentes testes que seu médico pode utilizar para determinar se você tem pré-diabetes:

  • – O teste de A1C
  • – O teste de glicose em jejum (FPG)
  • – O teste de tolerância oral à glicose (TOTG).

Os níveis de glicose no sangue medidos após esses testes determinam se você tem um metabolismo normal ou se você tem pré-diabetes ou diabetes.

Se o seu nível de glicose no sangue é anormal após a FPG, você tem glicemia de jejum alterada(IFG), e se o seu nível de glicose no sangue é anormal após o TOTG, você tem intolerância à glicose alterada (IGT). Ambos são também conhecidos como pré-diabetes.

A Associação Americana de Diabetes e nosso site TiaBeth possuem um Teste de risco para diabetes que pode ajuda-lo a determinar se você está em maior risco de diabetes ou pré-diabetes. Está em inglês mas não é difícil faze-lo. Uma pontuação elevada pode indicar que você tem pré-diabetes ou em risco de pré-diabetes. Faça o teste e descubra com certeza.

 

O que fazer se você tem pré-diabetes?

Pré-diabetes é uma doença grave que pode ser tratada. A boa notícia é que estudos recentes mostram conclusivamente que as pessoas com pré-diabetes podem prevenir o desenvolvimento de diabetes tipo 2, simplesmente fazendo mudanças em sua dieta e aumentando o seu nível de atividade física. Eles podem até mesmo ser capazes de recobrar a normalidade de seus níveis de glicose no sangue.

As mesmas pesquisas também demonstraram que apesar de alguns medicamentos poderem atrasar o desenvolvimento de diabetes, a dieta e o exercício foram mais eficazes. Apenas 30 minutos diários de atividade física moderada, juntamente com uma redução de 7% no peso corporal, reduziu em 58% as possibilidades de desenvolver diabetes.

 

Nutrição

Faça escolhas alimentares saudáveis

 

Fitness e Exercício

Inclua uma quantidade saudável de atividade física em sua rotina diária. Você pode entrar em forma e reduzir o risco de diabetes tipo 2

 

Perder peso

Estar com sobrepeso ou obesidade aumenta o risco de diabetes tipo 2. Perder apenas alguns quilos através de exercícios e melhor alimentação ajudam com sua pré-diabetes e pode reduzir seu risco global.

 

Pré-diabetes – Perguntas Freqüentes

 

O que é pré-diabetes?

Pré-diabetes é quando os níveis de uma pessoa de glicose no sangue são mais elevados do que o normal, mas não alto o suficiente para ser diabetes tipo 2. Pessoas com pré-diabetes são mais propensos a desenvolver diabetes tipo 2 e pode ter alguns problemas de diabetes já.

 

Se eu tiver pré-diabetes, irei definitivamente desenvolver diabetes tipo 2?

Não. A pesquisa mostra que você pode diminuir o risco de diabetes tipo 2 em 58% se:

  • – Perder 7% de seu peso corporal (ou 6 quilos se você pesa 90 quilos)
  • – Praticar exercícios moderados (como caminhada rápida) 30 minutos por dia, cinco dias por semana

Não se preocupe se você não pode chegar ao seu peso corporal ideal. Perder apenas 10 a 15 quilos pode fazer uma enorme diferença. Para algumas pessoas com pré-diabetes, o tratamento precoce pode realmente fazer retornar os níveis de glicose no sangue ao normal.

 

Como posso saber se tenho pré-diabetes?

Médicos podem usar o teste de glicose em jejum (FPG), teste de tolerância oral à glicose (TOTG), ou um teste A1C para detectar pré-diabetes:

FPG

  • – Requer que a pessoa faça um jejum durante a noite. A glicemia é medida pela manhã antes de comer.
  • – FPG normal é abaixo de 100 mg / dl. Uma pessoa com pré-diabetes tem um nível de glicose no sangue em jejum entre 100 e 125 mg / dl. Se o nível de glicose no sangue sobe para 126 mg / dl ou acima, uma pessoa tem diabetes.

TOTG

  • – Também requer jejum durante a noite. A glicose no sangue da pessoa é verificada após o jejum e novamente duas horas depois de beber uma bebida bastante rica em glicose
  • – Glicose no sangue normal é abaixo de 140 mg / dl, 2 horas após a bebida. Em pré-diabetes, a glicose no sangue de 2 horas é de 140 a 199 mg / dl. Se a glicose no sangue após 2 horas eleva-se para 200 mg / dl ou acima, a pessoa tem diabetes.

A1C

  • Um teste de sangue que dá a quantidade média de glicose no sangue, nos últimos 3 ou 4 meses.
  • Um A1C 5,6%, ou inferior é normal. Na pré-diabetes, os níveis de A1C variar entre 5,7% -6,4%. Se o A1C é de 6,5% ou superior, a pessoa tem diabetes.

Aqui mesmo em nossa página nós possuímos um Teste de risco para diabetes no qual você pode determinar se está em maior risco de diabetes ou pré-diabetes. Uma pontuação elevada pode indicar pré-diabetes ou em risco de pré-diabetes.

 

Quem deve ser testado para pré-diabetes?

As pessoas destes grupos devem ser testadas:

 

  • – Se você estiver com sobrepeso e 45 anos de idade ou mais, você deve ser verificado para pré-diabetes durante a sua próxima visita de rotina ao consultório médico.
  • – Se o seu peso é normal e você estiver com mais de 45 anos, você deve perguntar ao seu médico durante uma consulta de rotina se o teste é apropriado.
  • – Para os adultos com idade inferior a 45 e acima do peso, seu médico pode recomendar o teste se você tiver outros fatores de risco para a diabetes ou pré-diabetes, incluindo:
  • – pressão alta
  • – colesterol HDL baixo e triglicérides elevados
  • – uma história familiar de diabetes
  • – uma história de diabetes gestacional ou dar à luz um bebê pesando mais de 9 quilos
  • – pertencente a um grupo étnico ou minoria de alto risco para diabetes

 

Quantas vezes devo ser testado?

Se os seus níveis de glicose no sangue estão na faixa normal, se verificada a cada três anos, ou mais frequentemente se o seu médico recomende. Se você tem pré-diabetes, você deve ser verificado para diabetes tipo 2 a cada um ou dois anos depois de constatado sua pré-diabetes.

 

Qual é o tratamento de pré-diabetes?

O tratamento consiste de perder uma quantidade modesta de peso (7% do peso corporal total) através de uma alimentação saudável e exercícios moderados, como caminhar 30 minutos por dia, cinco dias por semana.

Não se preocupe se você não pode chegar ao seu peso corporal ideal. Perder apenas 10 a 15 quilos pode fazer uma grande diferença.

Se você tem pré-diabetes, estando em um risco 50% maior de doença cardíaca ou derrame, o seu médico pode querer tratar ou aconselhá-lo sobre os fatores de risco cardiovascular, como tabagismo, pressão arterial alta e colesterol alto

 

Será que meu plano de saúde tem cobertura para os testes e tratamento?

Todos os planos de seguro são diferentes. No entanto a maioria dos planos de seguro cobrem os testes de diabetes para pessoas com suspeita de diabetes. Pessoas em risco para o diabetes estão também em risco de pré-diabetes. Uma vez que o teste é o mesmo e os fatores de risco são os mesmos para ambas as condições, um teste de pré-diabetes possui cobertura. Converse com seu médico e seguro de saúde para ter certeza.

 

Pode-se dizer que na pré-diabetes Tolerância à Glicose ou glicemia de jejum alterada é mesma coisa?

Sim. Os médicos às vezes se referem a níveis elevados de glicose no sangue como Tolerância à Glicose (IGT) ou glicemia de jejum alterada (IFG), dependendo de qual teste foi utilizado para detectá-lo.

 

Quantas pessoas com pré-diabetes desenvolvem diabetes tipo 2?

Um grande estudo, o Programa de Prevenção de Diabetes, mostrou que cerca de 11% das pessoas com pré-diabetes desenvolveram diabetes tipo 2 em cada ano durante a média de três anos seguidos. Outros estudos mostram que muitas pessoas com pré-diabetes desenvolvem diabetes tipo 2 em até 10 anos.

 

Eu poderia ter pré-diabetes e não saber?

Absolutamente. Pessoas com pré-diabetes muitas vezes não têm sintomas. De fato, milhões de pessoas têm diabetes e não sabem porque os sintomas se desenvolvem de forma gradual, as pessoas muitas vezes não são capazes de reconhecê-los. Algumas outras não têm sintomas. Os sintomas da diabetes incluem:

  • – sede invulgar
  • – micção freqüente
  • – visão turva
  • – fadiga extrema
  • – infecções freqüentes
  • – cortes / machucados que demoram a cicatrizar
  • – formigamento / dormência nas mãos / pés
  • – infecções de pele recorrentes

 

Fonte: ADA – Associação Americana de Diabetes