Participe da Consulta Pública para ajudar a cuidar do coração do idoso com diabetes tipo 2

O direito de sobreviver é para todos e por isso a importância de debatermos meios de melhorar e aumentar a expectativa de vida de pessoas com diabetes tipo 2 e problemas cardiovasculares.

Consulta Pública

Entre os dias 21/08 e 10/09, a Comissão Nacional de Incorporações Tecnologias no SUS (CONITEC) disponibiliza consulta pública sobre incorporação da empagliflozina no Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento dos idosos com diabetes tipo 2 e doença cardiovascular estabelecida com objetivo de prevenção de morte.

Faça você também a sua contribuição, basta preencher os formulários online do DataSUS clicando num dos links abaixo.

Formulário técnico-científico (profissionais de saúde)
Comente sua experiência (público geral)

A Campanha

A falta de conhecimento no impacto que a doença cardiovascular tem no idoso com diabetes foi a motivação para a criação da campanha “Para Sobreviver”, formada por oito organizações que entendem que a informação pode ser importante para combater o problema.

A campanha “Para Sobreviver” tem por objetivo colaborar para o prolongamento e melhoria da vida dos idosos com diabetes tipo 2, alertando para o risco cardiovascular nesta população.

Com informação e acesso ao tratamento adequado, todo idoso terá a oportunidade de viver mais e melhor!

Diabetes é uma das doenças que mais cresce no mundo. Em 2045, 191 milhões de pessoas entre 65 e 79 anos terão diabetes. Com o avançar da idade, aumenta-se, e muito, a incidência de diversas complicações decorrentes do diabetes, em particular as que afetam o coração e circulação, que podem ocasionar em infartos e derrames.

  • 7 em cada 10 idosos com diabetes morrerão de doenças cardiovasculares
  • um em cada 6 morrerá por AVC

Proteger o coração dos pacientes com diabetes é mais do que uma necessidade, é uma questão de sobrevivência.

Estudos comprovam que o grande culpado pela mortalidade associada ao diabetes são os problemas cardiovasculares. Isto precisa ser debatido e tratado.

O conhecimento e o direito de acesso ao tratamento adequado são as alternativas para sobreviver com qualidade de vida. Não vamos deixar que o coração do idoso com diabetes encurte essa grande aventura que é a vida. Ainda há muita vida. E é sim possível vivê-la com qualidade.

Pesquisa

A pesquisa “Conhecimentos sobre o diabetes“, realizada pelo DataFolha em maio de 2018, entrevistou 2.090 homens e mulheres com mais de 16 anos de todo o Brasil. O estudo teve como principal objetivo entender qual é a relação do brasileiro com o diabetes e suas consequências para a saúde.

  • Mulheres sabem mais sobre as complicações do diabetes do que os homens
  • A grande maioria dos entrevistados concorda com a afirmação de que doenças cardiovasculares e hipertensão estão ligadas ao diabetes
  • Entre os entrevistados com diabetes, a colocação ganha ainda mais sentido. A relação da ocorrência de infartos e derrames nas pessoas com diabetes é outro dado bastante reconhecido.

Quase a totalidade dos entrevistados após saber que, em 2017, 108 mil pessoas morreram em decorrência do diabetes e que 80% delas tinha mais de 60 anos, concordam com o aumento da oferta de tratamento, por parte do governo, para proteger o coração dos idosos com diabetes.

Coalizão

A campanha “Para Sobreviver” foi criada e desenvolvida por uma coalizão formada por oito entidades, entre sociedades médicas, ONGs e laboratórios farmacêuticos, com o objetivo de aumentar a expectativa de vida, com mais qualidade, de idosos com diabetes com problemas cardiovasculares.

A bandeira da coalizão é debater a importância do acesso a tratamentos que proporcionem a sobrevivência do idoso com diabetes tipo 2 que apresente problemas decorrentes de doenças cardiovasculares.

Assista ao vídeo da campanha estrelado por Nicette Bruno

 

Para maiores informações e receber atualizações sobre a Consulta Pública 2018 visite a página da Campanha clicando no link abaixo.

http://movimentoparasobreviver.com.br/


Similar Posts

Topo