Mulheres homossexuais e bissexuais apresentam maior risco de diabetes

Photo by Nicole Honeywill on Unsplash

O risco de diabetes de tipo 2 é bastante elevado em mulheres lésbicas ou bissexuais, por comparação com mulheres heterossexuais. Foi esta a conclusão de um recente estudo, que acompanhou um grupo de 94250 mulheres por 24 anos.

Em 2013, final do período de análise, verificou-se que 6399 mulheres desenvolveram diabetes do tipo 2, um resultado do qual se constatou uma tendência 22% superior nas mulheres homossexuais ou bissexuais.

O estudo, ‘Risco de diabetes de tipo 2 em lésbicas, bissexuais e mulheres heterossexuais: resultados dos estudos de saúde’, foi agora publicado no site da Associação Americana de Diabetes, onde os autores admitem ser ainda inconclusivo o porquê de tal relação.

Supõe-se, para já, que o estigma e descriminação a que tais minorias estão frequentemente expostas leva a um incremento do estresse, o que pode desencadear hábitos como má alimentação, consumo de álcool e tabaco, que por sua vez levam ao risco de diabetes.

De fato, os maiores níveis de massa gorda e estresse em mulheres homossexuais foi uma ideia já comprovada em estudos anteriores.

 

https://www.noticiasaominuto.com/


Similar Posts

Deixe uma resposta

Topo