Está com pré-diabetes? Saiba o que você pode fazer

Pré-diabetes é uma condição de saúde grave, onde os níveis de açúcar no sangue estão mais elevados do que o normal, mas não suficientemente elevados para serem diagnosticado como diabetes tipo 2.

O que causa pré-diabetes? Em nossos corpos, a insulina é um hormônio feito pelo pâncreas e age como uma chave para permitir que o açúcar no sangue seja utilizado como energia. Se você tem pré-diabetes, as células não respondem normalmente à insulina.

O pâncreas então produz mais insulina para tentar fazer as células responderem. Eventualmente, o pâncreas não consegue manter-se, e o açúcar no sangue aumenta, levando ao pré-diabetes e diabetes tipo 2 em seguida.

Em um comunicado de julho de 2017, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças estimaram que 33,9 por cento dos adultos dos EUA maiores de 18 anos (84,1 milhões de pessoas) apresentavam pré-diabetes em 2015, com base na glicemia em jejum ou nível A1C, e quase metade (48,3 por cento) dos adultos de 65 anos ou mais tinham pré-diabetes.

Além disso, o CDC informou que apenas 11,6 por cento dos adultos com pré-diabetes relataram ter sido informados por um profissional de saúde que tinham a condição, e os dados ajustados por idade para 2011-2014 indicaram que mais homens (36,6 por cento) do que as mulheres (29,3 por cento) tinha pré-diabetes.

Se você acha que está em risco, é fácil descobrir no consultório do seu médico com um exame de sangue simples: um teste de glicemia em jejum ou um teste de hemoglobina A1C.

Os resultados de um teste de glicose em jejum entre 100 e 125 indicam pré-diabetes e 126 ou acima em dois testes separados indicam diabetes. O teste de hemoglobina A1C indica a porcentagem média de glicemia no período de três meses e os níveis dentro de uma faixa de 5,7 a 6,4 significam pré-diabetes. Diabetes é diagnosticado com 6,5 ou acima.

Outra opção é um teste de tolerância à glicose. Para este teste, você faz jejum pela noite e seu nível de açúcar no sangue em jejum pela manhã é medido primeiro. Então você bebe um líquido açucarado, e os níveis de açúcar no sangue são testados periodicamente durante as próximas duas horas. Um nível de açúcar no sangue inferior a 140 é normal, uma leitura de mais de 200 após duas horas indica diabetes e uma leitura entre 140 e 199 indica pré-diabetes.

Se você é diagnosticado com pré-diabetes, existem algumas coisas específicas que você pode fazer para ajudar a diminuir seus níveis de açúcar no sangue e diminuir seu risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Primeiro, perder uma pequena quantidade de peso se você estiver com excesso de peso ajuda tremendamente.

Estudos mostram que perder de 5 a 7 por cento do seu peso corporal pode diminuir o risco. Isso é apenas 5 a 7 quilos para uma pessoa de 90 quilos.

Aqui estão algumas dicas para que você comece – trabalhe uma de cada vez:

  1. Corte ou elimine as bebidas doces, como suco, bebidas de suco, refrigerante e chá doce.
  2. Coma três refeições equilibradas ao dia e adicione lanches saudáveis ​​se as refeições forem em intervalos maiores do que quatro a cinco horas.
  3. Cozinhe saudável. Asse, cozinhe ou grelhe em vez de fritar na gordura.
  4. Observe o tamanho das porções reduzindo a pequenas quantidades carne gorda, arroz, batatas, pão e guloseimas, como doces e batatas fritas.
  5. Coma mais frutas frescas, vegetais, grãos integrais e carnes magras.

Em segundo lugar, a atividade física regular é o próximo passo para diminuir o risco. A recomendação é se exercitar pelo menos 150 minutos por semana, com caminhadas rápidas, ciclismo, natação ou outras atividades aeróbicas. Os 150 minutos podem ser divididos em 30 minutos por dia, cinco dias por semana.

Se você está apenas começando, trabalhe lentamente para alcançar esse nível. Por exemplo, comece com 10 a 15 minutos três vezes por semana e aumente cinco minutos por semana até chegar até aos 30. Você pode adicionar um ou dois dias mais.

Certifique-se de obter aprovação do seu médico antes de iniciar qualquer programa de exercícios. Seu médico também pode prescrever medicamentos para ajudar a controlar o açúcar no sangue.

Ao seguir estas orientações, você pode diminuir seu risco de desenvolver diabetes tipo 2 em 58%!

 

Kitty Finklea, é uma dietista registrada no HopeHealth.

 

http://www.scnow.com/


Similar Posts

Topo