O futuro das bombas de insulina

Esta manhã eu soube da existência de outro sistema de entrega de insulina em circuito fechado, ou seja, outro pâncreas artificial, em desenvolvimento. Por um post no site Drug Delivery: “Cellnovo e Diabeloop anunciaram esta semana que estão iniciando um estudo para registro de um dispositivo de pâncreas artificial que a Diabeloop está desenvolvendo para quem usa a bomba de insulina Cellnovo”.

Agora tenha em mente que a Medtronic está lançando atualmente o 670G, o pâncreas artificial que realmente não é um pâncreas artificial. Animas, Insulet e Tandem têm projetos de ciclo fechado em andamento e a premissa por trás do negócio é um sistema de ciclo fechado.

É possível que este dispositivo cabuloso possa acabar como qualquer outro dispositivo para diabetes também cabuloso e tornar-se uma commodity (mercadoria)? Sim! É possível que quando se torna uma mercadoria, haverá uma guerra de preços? Sim! Precisamos realmente de 5 ou 6 destes produtos? Não. Isso vai impedir alguém mais de tentar? Não.

A realidade é que ainda estamos tentando descobrir como alguém vai ganhar dinheiro neste mercado. Basta olhar para o 670G da Medtronic e todas as despesas adicionais que este sistema demanda, ele consegue fazer uma maravilha. Até agora a reação do paciente ao 670G foi a que eu antecipei, um caso de amor e ódio. Quando funciona, os pacientes adoram; Quando não, é apenas mais uma bomba. Além disso, como eu antecipei, a bomba em si não é nada de especial e o cenário de amor-ódio depende exclusivamente do desempenho do sensor.

Com base em tudo o que tenho visto e lido até agora, o novo sensor Enlite da Meditronic é melhor do que o antigo. Era uma barreira baixa de ultrapassar. É tão preciso e confiável como o Dexcom G5? Isso é discutível.

No entanto, vamos olhar para além de qual sensor é “melhor” ou qual a bomba que tem uma interface de usuário mais amigável ao paciente e vamos olhar para o que interessa: qual é o tamanho do mercado potencial ou, quantos pacientes vão optar por um sistema em malha fechada? Na Medtronic, eu suspeito que depois que eles refinarem todo o funcionamento, o 670G se tornará o sistema dominante para pacientes novos em terapia de bomba, bem como em substituição de bombas fora de garantia. No entanto, não creio que o sistema de malha fechada venha a ampliar o mercado global de bombas de insulina por qualquer quantidade significativa.

Sistema de Bomba de insulina Cellnovo

O custo é uma das razões, mas não a única razão. Tecnologia mais barata que produz resultados semelhantes ou melhores é outra. Como já escrevi anteriormente, uma caneta “inteligente” de insulina / CGM / App combinado pode fazer um trabalho tão bom a um custo muito mais baixo. E o custo é o que importa aqui. Terapia com bomba de insulina é uma grande coisa, todo mundo sabe disso; Mas aqui nos EUA, apenas um terço dos pacientes do tipo 1 usam uma bomba e apenas 5% dos insulino-dependentes do tipo 2 usam uma bomba. A pergunta que deve ser feita é: por que esses números não são mais altos se a terapia com bomba de insulina é dita ser claramente superior?

Esta é a pergunta que ninguém está perguntando, porque se fizerem talvez não gostem da resposta. O fato é que a terapia com bomba de insulina é uma escolha de estilo de vida, não uma opção terapêutica. Para cada estudo que mostra que a terapia com bomba de insulina é melhor do que a terapia de Múltiplas Injeções Diárias (MDI), há uma outra que mostra que o contrário é que é a verdade. Observe as declarações da Medtronic sobre o 670G e veja por que os pacientes gostaram tanto de usá-la durante os estudos clínicos. Não é que eles necessariamente tenham alcançado melhores resultados; Não, o 670G tornou suas vidas mais fácil; Eles gastavam menos tempo pensando e / ou se preocupando com sua diabetes.

Não há dúvida de que este é um aspecto positivo da 670G, mas todos esses sistemas de circuito fechado em desenvolvimento, deveriam fazer mais do que facilitar a vida do paciente, pois quem paga por elas não paga para apenas facilitar a vida de um paciente. Quem paga nem sequer paga pelos resultados ainda, e mesmo que fizessem, a Medtronic teria uma vantagem enorme, pois eles possuem mais dados e mais experiência. Ouça, eu sei que todo mundo odeia quando digo isso, mas isso é tudo sobre dinheiro – o quanto se paga e o quanto se economiza. Para qualquer um desses recém-chegados ao mundo da malha fechada, ter qualquer chance neste negócio, significa mostrar que são capazes de fazer o que Medtronic faz – mas por um preço muito menor.

Isto é exato onde está o problema, visto que nenhum destes recém-chegados tem a enorme base de usuários instalada que a Medtronic possui. Eles devem construir uma dispendiosa infra-estrutura que a Medtronic já possui. Eles devem estabelecer as relações com o público que paga pelas bombas que a Medtronic tem, precisam construir confiança com os médicos, educadores e pacientes. Depois eles devem se sentar com todos aqueles que pagam pela bomba e dizer-lhes: “Ei, podemos fazer isso melhor e mais barato do que a Medtronic”, quando então a Medtronic voltar e diz: “OK, vamos baixar o nosso preço em troca de exclusividade”.

Isto é exatamente o que aconteceu no UnitedHealthCare e acontecerá novamente sempre que esses recém-chegados apresentarem o seu sistema de malha fechada para o mercado.

Bomba Medtronic

Quando se trata do mercado de bomba de insulina e ganhar dinheiro, o tamanho não só importa como é fundamental. Olhem para a Tandem, que está sangrando dinheiro à beira da falência, que tem cerca de 50.000 pacientes. Animas, uma unidade de Johnson e Johnson, tem mais que o dobro de pacientes que a Tandem e a unidade nunca fez dinheiro para a nave-mãe. Insulet tem aproximadamente 100.000 pacientes e está lutando depois de mais de 11 anos no mercado para que suas margens de lucro alcancem um intervalo aceitável.

Os fatos, sim, esses fatos preocupantes, nos dizem que quando se trata de ganhar dinheiro no mercado, bomba de insulina cabulosas e modernas significa NADA – escala é o que importa.

O que eu gostaria de perguntar a uma empresa como a CellNovo – que não tem presença nos EUA, o mercado em que eles devem tentar para ter alguma chance de sucesso – é como eles vão conseguir a escala necessária para ganhar dinheiro. Como eles vão superar não apenas a Medtronic, mas todas as outras empresas neste espaço?

O fato é, sim, aqueles fatos incômodos mais uma vez, um sistema fechado tem os mesmos problemas que uma bomba de insulina antiga simples tem; Como pode qualquer empresa que não se chama Medtronic ganhar dinheiro? O que eles têm além de um preço mais baixo que venha atrair a atenção das pessoas que mais importam: os pagadores?

Como um fã do Chicago White Sox ao longo da vida, me dói escrever isso, mas agora os Cubs são a equipe a se inspirar. Eles têm uma abundância de talentos jovens e, a menos que algo seriamente de errado aconteça, eles serão os vencedores nos próximos anos. Então, o que o meu Sox está fazendo? Exatamente o que os Cubs fizeram, ficando ruim antes que eles possam melhorar. O plano que funcionou para o Cubs não é difícil de entender e fácil de emular.

Bem, o mesmo não pode ser dito para o mercado de bomba de insulina. A Medtronic, na verdade MiniMed, estava no lugar certo, na hora certa, com uma equipe de grande talento. Essas condições de mercado não virão de novo. Muitos tentaram emular o sucesso da MiniMed, mas até agora ninguém foi capaz de descobrir a receita do molho secreto. Dado como este mercado está se desenvolvendo, eu não posso imaginar alguém chegando perto da Medtronic.

O que eu sei é que eles não vão chegar lá por ter um outro brinquedo, mas sim se eles tivessem uma forma mais barata do brinquedo e que pudesse funcionar. O único problema é que ninguém ainda descobriu como fazer esse brinquedinho mais barato e ganhar dinheiro para continuar no negócio.

 

David Kliff – Diabetic Investor www.diabeticinvestor.com

 

http://www.diabetesincontrol.com/


Similar Posts

Topo