Blog – Parte 18 – A insulina esquecida de TiaBeth

Cadê minha insulina???!!!
Cadê minha insulina???!!!

– Estou precisando tomar a insulina. Me passa ela aí… 😮

– Xiii…. esqueci ela lá em casa ….. 🙄

– @#$%&*@#$%& 👿

TiaBeth com Landau, cuja música fizemos nosso clip abaixo da volta para casa
TiaBeth com Landau, cuja bela música utilizamos em nosso clip abaixo

Desde o episódio da perda da caneta de insulina de TiaBeth, sempre que saíamos, ela carregava seus próprios suprimentos de diabetes em uma bela bolsinha comprada em Arraial d’Ajuda na Bahia, aonde vamos com certa frequência. Porém a bolsinha ficou velha e já não estava cumprindo a sua missão a contento. E pelo fato dela não ter comprado uma outra, retomei o meu velho posto de carregador-mór de apetrechos diabéticos da TiaBeth.

E durante o tempo que saímos pela noite, ocorreram pouquíssimos incidentes causados pela diabetes. Foram tão poucos que até me esforço para lembrar de algo que possa ilustrar por aqui neste blog.

Mas há uma razão para que isso aconteça: TiaBeth toma o máximo de cuidados antes de sair. Faz as medições necessárias, aplica sua insulina de ação lenta e eventualmente corrige a sua glicemia ainda em casa. E dependendo para onde vamos, também se alimenta para evitar comidas não muito saudáveis. Feito isso, não há surpresas na rua.

TiaBeth em uma de suas noites em Arraial d'Ajuda. A imagem fica no Sushi do Beco, ou Sushi do Arnaldo.
TiaBeth em uma de suas noites em Arraial d’Ajuda. A imagem fica no Sushi do Beco

No Rio de Janeiro quando a gente sai, dificilmente encontramos na rua algum conhecido, mas na Bahia, enquanto em Arraial, a cada minuto cruzamos com amigos. Conversamos, nos divertimos e o assunto diabetes praticamente não entra em pauta por duas razões simples: Além de haver poucas pessoas com diabetes por lá, mesmo entre os velhos conhecidos, nem todos sabem que Raquel, o verdadeiro nome de TiaBeth, tem diabetes.

Quem um dia tiver a oportunidade de visitar Arraial d’Ajuda verá que TiaBeth tem muitos amigos naquela cidade. Ela adora frequentar os barzinhos com música ao vivo e faz amizade com inúmeros artistas. Todas as noites é dia de música. Quanto a mim, me aproveito de sua popularidade para ter atendimento VIP nos bares e, eventualmente, ir em festinhas as quais ela é convidada. 🙂

MAS COMO VOCÊ ESQUECEU DA INSULINA ??!!! @#$%& 👿

– Pelo menos não perdi. Me lembro tê-la deixado em cima da mesa e de não colocar no bolso. 🙁

Então vamos voltar agora para casa 👿

– Tá cedo ainda. Relaxa. O que você comeu demora a fazer efeito… Vamos assim que a música acabar… 😮

– Mas eu já estou ficando nervosa…. 👿

– Isso é psicológico. Peraí que resolvo: – GARÇON!!! –  traz outra caipivodka aqui para essa moça. Capricha na vodka, tá?!… ahh… e sem açúcar. 🙂

 


Observe a coragem de TiaBeth que filmou alguns trechos da viagem utilizados neste clip.

marido-tiabeth
Ney Limonge é psicanalista, engenheiro elétrico e casado com Raquel Limonge, diabética do tipo 1 e protagonista das suas histórias. Escreve o blog Psicoanalisando quando lhe sobra tempo e também o  Blog da TiaBeth. Ele não tem diabetes.

 


Similar Posts

Topo